Suspeito de matar os filhos foi acusado de agredir o pai e ameaçar irmão de morte

Suspeito de matar os filhos foi acusado de agredir o pai e ameaçar irmão de morte

Cesar Antunes Junior, de 48 anos, suspeito de matar os próprios filhos e depois se jogar do quinto andar do prédio onde morava, na Freguesia, Zona Oeste do Rio, foi acusado pelo próprio pai de tê-lo agredido. Ele também foi acusado pelo irmão de ameaçá-lo de morte. Ambos os casos aconteceram no início de setembro do ano passado.

Cesar Antunes, pai do suspeito, fez um registro na 16ª DP (Barra da Tijuca) relatando que no dia 4 de setembro foi agredido pelo filho com socos e pontapés dentro de sua casa, no Anil, na Zona Oeste. Ele afirmou que o filho chegou em sua residência “buscando discutir” com a mãe, Francelina Araújo Antunes. Dois dias depois, o filho teria voltado em sua casa e ele “solicitou o auxílio da Polícia Militar para evitar nova agressão”. No registro, o pai do suspeito afirma que seu filho fazia tratamento psiquiátrico.

Alexandre Araújo Antunes, irmão de Cesar, também fez um registro na 16ª DP. Ele relatou que estava na casa de seus pais, na madrugada do dia 5 de setembro, quando recebeu uma ligação de seu irmão. Segundo os relatos de Alexandre, Cesar disse:”Vou te matar, matar seus filhos e sua mulher na sua frente. Depois vou matar minha filha e me matar”.

Ainda de acordo com o registro, Cesar mandou uma mensagem para a esposa de Alexandre, também fazendo ameaças. “Irei quebrar a cara dele toda sem dó nem piedade. Terei o prazer de quebrar a cara dele. Se ele revidar, será também apenado. Se encontrá-lo, irei quebrá-lo todinho. Se ele não sumir daqui hoje, não medirei esforços para foder a carreira dele. Suma com ele daqui ou as consequências serão as piores possíveis”, disse ele na mensagem.

Alexandre afirmou à polícia que seu irmão estava apresentando comportamento agressivo e descontrolado, e por isso gostaria de representar criminalmente contra ele. O pai de ambos, Cesar Antunes, também representou contra o próprio filho.

O crime

Os filhos de Cesar, Maria Nina Magalhães Castro Antunes, de 10 anos, e Bernardo Magalhães Castro Antunes, de 6, foram encontrados por policiais militares no apartamento do pai, mortos a facadas. Na sala, os agentes apreenderam bilhetes que teriam sido escritos por Cesar com ofensas a sua ex-esposa, Andreia Magalhães Castro Antunes. A Divisão de Homicídios, que investiga o caso, suspeita que o crime tenha sido cometido por ciúmes de Cesar de Andreia.

“Andreia: cadê a poderosa? Não vai ficar com a guarda de nenhum dos dois e também não vai me colocar na cadeia!!! kkkkk”, dizia uma das sete cartas. As cartas foram encontradas por policiais do 18º BPM (Jacarepaguá), e foram encaminhados para a perícia por agentes da Delegacia de Homicídios (DH), que investiga o caso, para confirmar se a letra é de Cesar. Em todas as mensagens, há referências irônica ou pejorativas a ex-mulher.

Em seu perfil no Facebook, a mãe das crianças desabafou na noite de ontem: “Amores eternos da minha vida! Brutalmente retirados de meus braços por um louco, que era o pai que eles amavam incondicionalmente e confiavam cegamente! Orem pelas almas dos meus filhos queridos, pois só me restou isso orar por eles”.

O perfil do Facebook de Cesar é recheado de fotos dos filhos. No dia 19 de novembro do ano passado, ele comentou numa imagem em que aparece abraçado ao filho: “Coisa linda do pai… Muito amor!!”. Já em 14 de agosto, escreveu numa foto da filha: “Minha princesa linda”.

extra

06/03/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *